A escolha de duas biografias da estante

Nunca fui muito de ler biografias porque não via muita graça em adentrar histórias que se passaram na realidade, ainda que elas tivessem sido vividas por pessoas que admiro. Dentro dessa vibe, sempre curti bastante os documentários justamente pela parte visual da coisa toda. No entanto, o maridon ama ler biografias de astros do rock (única coisa que ele gosta de ler, impressionante) e aqui na estante de casa tem umas bem legais que preciso dar uma atenção especial. Depois dele ter insistido muito, escolhi duas pra iniciar a leitura de Julho (já que junho foi uma bela negação): Paul McCartney – Uma Vida de Peter Ames Carlin e a autobiografia do líder do Megadeth, Mustaine – Memórias do Heavy Metal de Dave Mustaine e Joe Layden.

Comecei a ler o livro de Carlin ontem e me pareceu ser bem envolvente. Pelo que vi em pesquisas, pra destacar esta obra de outras milhões já existentes sobre os Beatles, o autor tenta focar um pouco mais na influência da personalidade de Paul na sua música, mostrando como os aspectos psicológicos marcantes do ex-Beatle agiram em toda parte criativa da banda, fazendo com que tragédias pessoais do astro fossem superadas aos poucos através da música. Um outro fato interessante sobre este livro é que Carlin deixou de lado os clichês que rodeiam as narrativas de bastidores (drogas, relações e blábláblá), o que me pareceu bem ousado, já que o povo gosta mesmo é de ler sobre os baphos que sempre rolavam nessas horas.

biografiaspraler_aterraquea

Já na autobiografia do Mustaine, a coisa fica bem mais pessoal porque ele foca exatamente em contar sobre sua vida e os percauços que o levaram  a deixar de ser guitarrista do Metallica e se transformar no líder do Megadeth. Pra quem não sabe, Dave se envolveu em uma das maiores tretas do mundo do heavy metal quando foi expulso do Metallica, uma das maiores bandas do mundo, por divergir muito em comportamento e opiniões com os integrantes. O que me levou a ler esse livro em especial foi o interesse súbito na sua história de superação. Basicamente, o cara enfrentou todas as desgraças do planeta, incluindo pais abusivos, alcoolismo, drogas, pobreza e até experiências de quase morte… Ainda assim, conseguiu chegar onde está hoje. O Megadeth é considerado uma das maiores bandas da história, graças a determinação dele em superar os antigos colegas do Metallica e Mustaine é considerado pai do que conhecemos como Trash Metal. Acho que é uma leitura que promete muitas surpresas.

livrosbiografias

Eu conto por aqui o que achei dos livros assim que terminar de ler tudinho. Vocês já leram algum dos dois?

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • Pinterest

Leia também...

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *