Maria e todos os requisitos para ser uma pessoa normal

Sempre que tenho uma ideia legal de post, anoto no celular e vou marcando como done a medida que vou escrevendo sobre o assunto. Mas como nem tudo é perfeito, tem aquelas vezes que você vai postergando um rascunho até que finalmente esquece dele. Isso acabou acontecendo com um filme espanhol que vi no final do ano passado chamado Requisitos para ser una persona normal (em português Requisitos para ser uma pessoa normal). 

RPSUPN foi escrito e dirigido por uma moça que se chama Leticia Dolera que inclusive, atua no papel principal do roteiro sendo a querida María de las Montañas. O filme é lindo, de uma leveza sem igual e tem uma trilha sonora bem naquela pegada fofa stress free.  Mas o mais interessante dele, é a forma como traz a tona todos aqueles questionamentos que a gente faz pelo menos uma vez na vida. Será que eu sou uma pessoa normal? Será que um dia vou ser feliz? O que eu preciso pra ser uma pessoa completa? Vida social e familiar são realmente primordiais na vida? Quando vou ser finalmente aceita, bem sucedida, ter meu próprio canto, ditar as regras da minha própria vida?

No filme, Maria acredita que é uma pessoa fadada ao fracasso por não preencher os requisitos pra ser uma pessoa normal. Requisitos esses que ela listou após uma entrevista de emprego. São eles: 1. Casa; 2. Trabalho; 3. Parceiro; 4. Vida familiar ativa; 5. vida social ativa; 6. Hobbies e 7. Ser Feliz. Parece a receita perfeita pra realmente ser alguém equilibrado/aceito/ nesse mundo cão, né?

Já parou pra pensar como que tudo isso é tão constantemente exigido de nós que chega até a sufocar? Pra fazer uma síntese e te deixar entusiasmado pra assistir, vou logo dizer que Maria conhece Borja (Manuel Burque) e o filme se revela doce e ao mesmo tempo romântico porque os dois outsiders resolvem fazer uma troca meio inusitada: Ela o ajudaria a perder peso, porque Borja não é feliz com seu corpo “fora dos padrões” e ele ficaria encarregado da função de ajuda-la a se tornar uma pessoa normal. E que bom que eles resolveram fazer esse trato, já que só assim eles descobriram que essas não eram coisas importantes.

Vocês nem sabem o quanto me identifiquei com essa situação toda, tocou bem profundo mesmo. Todos nós somos seres tão únicos e tudo que queremos é simplesmente abrir mão da nossa individualidade pra entrar dentro do pacote pronto, o padrãozinho. Só que a gente esquece que cada um tem seu tempo de alcançar as próprias metas e que nós, como seres diferentes, também temos prioridades diferentes.

Hoje todo mundo está focado em ter tudo antes dos 30, de alcançar tudo antes que seja tarde e de não esbarrar com o antigo amigo da faculdade com medo que ele te diga que já está casado, gerenciando a própria empresa e com viagem marcada pra Europa na semana que vem. Não me leve a mal, também sou uma dessas pessoas as vezes. Só que a gente esquece que cada pequena conquista da nossa vida é grandiosa e que elas precisarem acontecer no seu próprio tempo. Então vamos ver se a gente consegue definitivamente parar pra pensar em nossas ambições e começar a questionar se aquilo que faz o outro feliz também nos fará feliz.

Esse filme faz uma crítica bem sutil com relação a essa coisa de desejar o que todos tem e uma outra muito discreta sobre relações sociais, então isso me fez pensar numa série de coisas boas. Sabe aquela música do Caetano que diz “De perto ninguém é normal” Pois é, ninguém é normal e isso é lindo. Você conhece alguém plenamente satisfeito com tudo na própria vida? Sem arrependimentos?  A lição que fica é o que é bom pra mim, pode não ser bom pra você e sim, vamos cuidar daquilo que importa pra gente e não para os outros.

Requisitos para ser una persona normal tem na Netflix e é bem curtinho.

Até a próxima.

 

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • Pinterest

Leia também...

2 Comentários

  1. me vi em tudo que escreveu sobre esse filme, especialmente as cobranças de ‘ter que conquistar tudo na vida antes dos 30 anos’, a cada aniversário essa cobrança me dá mais calafrios. é tenso. btw, anotação de filme devidamente anotada aqui, vou tentar assistir essa semana, já que tô atrasada com meu plano de ver pelo menos 4 filmes por mês, haha

    1. Definitivamente temos que esquecer um pouquinho dessas cobranças! Seremos mais felizes hahahah <3 Acho que eu não conseguiria ficar uma semana sem ver pelo menos 1 filme, é a hora que eu me transporto pra outro lugar, meio que de lei kkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *