Overdose Netflix do FDS | Stranger Things, Tallulah e mais

Que saudade de aparecer por aqui! Andei meio ausente e tudo mais, mas o tempo não tem me ajudado muito e como todos os outros reles mortais, estava precisando ganhar a vida, superar algumas dificuldades e ultrapassar alguns obstáculos (hahahaha falei bonito). Mas enfim, tinha que passar por aqui pra dar uma opinião sobre minhas últimas experiências netflixianas.

Vamos começar pelo assunto mais falado dessa semana e depois pelos outros em ordem de relevância.

STRANGER THINGS

winona-ryder-is-a-frantic-80s-mom-in-netflix-trailer-for-stranger-things-netflix-1011112

Eu tenho um certo problema com coisas que estouram rápido demais, porque sempre fico cheia de expectativas e acabo me decepcionando. Estava com medo que isso acontecesse com Stranger Things, apesar de vir aguardando ansiosamente pelo lançamento desde a liberação do primeiro teaser pelo Netflix. Lembram quando Sense8 explodiu e todo mundo não parava de falar a respeito? Vi vídeos de youtubers famosos enaltecendo a série, a mídia e os canais de cultura pop não falavam de outra coisa e ai eu resolvi que não iria mais nadar contra a maré e fui ver… BLÉH, não gostei. Isso significaria dizer a todos que pra mim não era uma série tão poderosa quanto estavam falando e lógico, fiquei muito decepcionada por não conseguir gamar no enredo. Só minha opinião, tá? Não fiquem tristes se vocês amam o elenco de Sense8.

Voltando pra Stranger Things, esperei a poeira baixar um pouquinho e finalmente não consegui mais segurar a ansiedade. Ahhh Netflix, obrigada! O mundo precisava dessa série. Assisti todos os episódios num dia, fiquei com uma baita dor nas costas, cheia de bife nas cutículas e no final, tudo tinha valido a pena. Com produção e elenco impecáveis (vou nem falar do retorno da fabulosa, queridinha dos anos 90, Winona Ryder, que está perfeita como mãe do Will), a série é uma criação de Matt and Ross Duffer, que não poderiam ter sido mais sensacionais na direção e escolha de influências da série… é amor demais esse roteiro! Também não foi a toa que aquele elenco caiu nas graças do povo! Quem não consegue se apaixonar pelo Dustin (Gaten Matarazzo) e Eleven (Millie Bobby Brown), hein? Toda série me fez lembrar muito Stand by me, cheio de crianças interessantes e com aquele clima Stephen King/ anos 80 que todo mundo ama. Nota 10 pra tudo, de trilha sonora a efeitos especiais.

TALLULAH

tallulah03

Amo demais a Ellen Page, apesar de achar que ela é sempre muito caricata nos personagens que interpreta. Sabe aquela sensação de que está vendo o mesmo filme? Então. Estava colocando muita fé na dupla Page e Allison Janney (as duas arrasaram em Juno, lembra?) e também na Sian Heder como escritora e diretora do filme (conhecida por Orange Is The New Black) e como era de se esperar, elas não me decepcionaram. Tallulah não é lá a maior das produções, mas é de uma sensibilidade gente… nossa! Eu sempre tenho que falar bem de filmes que conseguem plantar ciscos nos meus olhos e esse foi uma surpresinha muito agradável.

Na história, Tallulah é uma jovem de espírito livre que se vê diante de um dilema e resolve seguir o coração, fazendo o que acha certo, mesmo que isso lhe traga consequências desastrosas. Nesse caso, acompanhamos o desenvolvimento da personagem que sem querer querendo sequestra um bebê de uma mãe desnaturada. Achei que o final poderia ter sido melhor, mas depois parei pra pensar na mensagem que ele queria passar e foi ai que entendi a lição (pra não estragar a surpresa, vou ficar calada). O filme te faz refletir sobre questões sociais relacionadas a estruturação da família, amadurecimento pessoal, amor próprio e principalmente sobre a dualidade entre racional e emocional.

THE FUNDAMENTALS OF CARING

Paul Rudd (Dinner for Schmucks) e Craig Roberts (Submarine) no mesmo filme? Netflix destruindo muito nas produções gente… The fundamentals of Caring é um drama mais pesadinho que Tallulah, que com pitadas de humor trágico, dá forma a um filme que conta muito mais que uma história de superação. Ben, personagem de Paul Rudd, era escritor e vinha enfrentando grandes perdas na vida, passando inclusive por um processo difícil de divorcio. Como forma de recomeçar e diminuir um pouco da culpa pelos acidentes do passado, ele resolve entrar para um programa de cuidadores. Trevor tem uma doença degenerativa, sérios problemas de rotina que mais parecem uma grande crise constante de TOC e um humor nada agradável que acaba interferindo no relacionamento com as pessoas. Os dois se conhecem na primeira entrevista de Ben para o cargo de cuidador e a partir dai a história se desenrola.  Os personagens se envolvem de um jeito muito bonito e acabam se ajudando nessa busca por libertação/redenção. 

O filme foi escrito e dirigido por Rob Burnett, tem uma fotografia muito foda e ainda conta com Selena Gomez, Rainha do IG, no papel de Dot, crush do Trevor e personagem de papel fundamental no desenvolvimento da trama. Recomendo!

LOVESICK

scrotal-recall-season-2

Séries britânicas são sempre muito boas quando o assunto é comédia ácida. Lovesick não foge da linha e te surpreende com um enredo simples, mas cheio de possibilidades maravilhosas! Tão bom quando uma série consegue de forma despretensiosa, te arrancar boas risadas! Assisti num dia só e achei genial demais a forma como a história se desenrola. O personagem principal (Dylan) interpretado por Johnny Flynn conquista pela ingenuidade e simplicidade. Na série ele descobre que adquiriu Clamídia, uma doença sexualmente transmissível e resolve que vai dar a noticia pra todas as suas antigas parceiras. Cada episódio mostra um relacionamento e como isso o afetou posteriormente.

Do elenco principal, claro que a Evie (Antonia Thomastinha que ser minha preferida. Além da Antonia ser queridinha desde a época de Misfits, a personagem que ela interpreta é determinada, desencanada e muito fofa! A fotografia da série também é bem atraente, alternando muito bem entre tons mais frios e quentes, nunca fugindo do contexto. A série foi escrita por Tom Edge e eu super recomendo.

 


Ufa! Acho que acabei! Foi bom estar de volta… Espero que tenham gostado do post! Até a próxima 😀

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • Pinterest

Leia também...

4 Comentários

  1. que listinha boa essa sua! <3 todos estão na minha listinha pra assistir, em especial stranger things (que tô muito curiosa) e tallulah, por causa da ellen page maravilhosa!

  2. Starnger Things é a série que eu sempre quis assistir. É a série que eu esperei anos sem nem saber que viria. É um amor intenso! <333

    Só comecei a ver Tallulah (e só tinha identificado a Ellen, não sabia da diretora!) eachei o comeo um pouco caricato demais mesmo, mas quero terminar de ver porque fiquei curiosa. Da parte que eu vi, só as cenas da mãe do bebê (totalmente perdida) foram super reais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *