Resumão do mês – Maio/16

Maio foi um mês bem peculiar e teve de tudo um pouco… decepções, dor de cabeça, alegrias, encontros e algumas boas surpresas. Confesso que muito do que gostaria de ter feito (coisas que cheguei até a comentar aqui que faria), acabei deixando pra depois (algo que precisa parar de se repetir ), como é o caso do projeto que prometia dar uma repaginada no meu quarto com a ajuda apenas de detalhes do tipo itens decorativos, tinta e roupa de cama…

Também foi durante esse mês que eu mais pensei sobre aspectos que preciso melhorar em mim com um pouquinho de urgência e cheguei até a falar sobre um deles nesse post  sobre não temer o fracasso.  Mas vamos lá ao que interessa…

— A música que não saiu da cabeça —

bba3aeb0-ab18-0132-4678-0e9062a7590a
Eu adoro demais rever filmes que amo. As vezes, logo depois de ver algum muito bom, eu peço pra assistir de novo quando o maridon chega em casa hahahahha sou dessas que assiste o mesmo filme duas vezes no mesmo dia. Esse mês revi um dos meus preferidos… The Breakfast Club  (1985). Acho que ele deve ter marcado a adolescência de muita gente e mal consigo acreditar que já tem mais de 30 anos. Enfim, a música que não saiu da minha cabeça esse mês foi o clássico que marcou a trilha sonora dessa produção maravilhosa: SIMPLE MINDS // Don’t You (Forget About Me). 

Muita gente não entende bem toda a lição por trás de O Clube dos Cinco (titulo dado no Brasil), porque parece ser um teenmovie como qualquer outro da época, meio chatinho e pouco atraente… mas é muito mais que isso. É sobre a união das diferenças, do impacto que a educação dos pais tem sobre os filhos, das angustias, dúvidas e desafios que temos que enfrentar durante essa idade. É um filme sobre jovens mentes inteligentes que descobrem um no outro o poder da comunicação e que ouvir pode fazer a diferença. Assista e escute Simple Minds até terminar de ler esse post hahahaha

— O filme destaque do mês —

venutoalmondo

Esse filme conseguiu deixar meu coração em pedaços e por isso é meu destaque do mês de Maio. É uma daquelas produções que merecem muitos Oscars e infelizmente não chegam nem a ser cotadas. Venuto Al Mondo (2012) é um filme italiano de Sergio Castellitto que conta um pouco os horrores vividos na guerra da Bósnia em plena década de 90, tudo isso paralelo a história surpreendente do casal Gemma e Diego, interpretados por Penélope Cruz (Volver) e Emile Hirsch (Into the Wild). O filme se inicia com Gemma, já bem mais velha, levando seu filho numa viagem a Sarajevo para visitar um velho amigo. Lá ela relembra sua história com a primeira paixão de sua vida, Diego e consequentemente o auge e a decadência desse seu relacionamento. No entanto, é durante essa visita que ela tem uma das maiores surpresas da sua vida, fazendo uma descoberta mais que avassaladora.  Esse filme é impecável em muitos sentidos… interpretação, fotografia e roteiro brilhante. Um drama daqueles de ficar arrepiado. Interessante mesmo é a abordagem que ele dá pra temas que vão além da guerra, como o valor da amizade, relacionamentos abusivos, até que ponto uma mulher é capaz de ir por amor e estupro/ escravidão de mulheres. Penélope Cruz está muito perfeita nesse filme e sim eu chorei no final! Muito bom, recomendo que você vá ver agorinha mesmo… Tem no Netflix

 — Os livros que li  —

leitura
Foto via

Em Maio li apenas 2 livros, um deles inclusive, foi uma releitura, então foi um mês super fraco.

A Pequena Dorrit // Charles Dickens

Li a versão reduzida do romance, baixei de graça a adaptação pela loja da Saraiva no Lev e resolvi dar uma chance, apesar do titulo não me atrair muito. Pelo que pesquisei é um livro que na versão original tem mais de 800 páginas e é um pouco raro também de se encontrar em português. Gostei da leitura e de como o autor conseguiu dar bons toques de realidade a história de Amy, sua família e os Clennam. Foi também minha primeira experiência com Dickens. Não vou falar muito porque quero escrever uma resenha dele aqui no blog (conseguiu me emocionar), assim como pretendo mostrar uma lista de outros clássicos que estão a minha espera lá no leitor digital.

Clube da Luta // Chuck Palahniuk – Escrevi uma resenha de como foi essa releitura neste link aqui, vai lá dar uma olhadinha!

 — O que eu mais tive vontade de comprar —

modelodecompradomes

  1. Lanterna Vidro Transparente | 2. Puff Relax para canto de leitura | 3. Livro Jovem Nerd Protocolo Bluehand: Alienígenas |  4. Coturno Marrom Café

 — O que me fez chorar de rir pela net —

tumblr_o0oqusfupL1tq4of6o1_500

Gente, o que foi esse video da mamãe Chewie? Eu tive uma crise de riso aqui na frente do pc e não conseguia mais parar hahahahah precisei ser socorrida KKKK brinks

— O post que mais gostei de escrever —

IMG_0851copy-1menor

Definitivamente, o post que mais gostei de escrever foi a quarta parte da conversa “Filho Canino” onde desabafei um pouco sobre as cobranças desnecessárias das pessoas com relação a filhos / cães e a romantização alarmante que paira sobre a maternidade dentro da nossa sociedade.

É isso meu povo… Como Junho chegou rápido, né? Que seja um mês lindo pra todas nós ♥ Até a próxima!

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • Pinterest

Leia também...

4 Comentários

  1. Esse seu post do filho canino foi o que eu mais amei ler em maio e: no dia seguinte uma gatinha aconteceu (por total coincidência) e eu tenho pensado TANTO em tudo o que você falou! Suas palavras ficam cada dia maiorres e mais verdadeiras (ia até te mandar um email para agradecer!)

    E Breakfast Club eu ainda não vi (mesmo sendo uma grande apreciadora de filmes de sessão da tarde), sempre guardo para ser em uma ocasião grandiosa o bastante (mas acho que essa música também foi trilha de um filme brasileiro que eu amo de coração, chama “Desenrola”).

    Beijo!

    1. Eu fico muito muito muito muito feliz em ler tuas palavras e saber que te ajudei de alguma forma <3
      Breakfast club é um queridinho clássico adolescente meu, tipo Curtindo a Vida Adoidado... Não é todo mundo que gosta, mas tenho certeza que você vai se divertir e sacar a mensagem por trás dos conflitos dos personagens!
      beijoo e abraçoo!!!

  2. Bastante coisa, yey! 😀 Ah, preciso rever The Breakfast Club , faz anos que assisti com minha mãe (ela adora o filme), mas na epoca nem prestei tanta atençao e tal, porem quero rever, com mais foco desta vez. ^^ Ah, ja abri o netflix aqui e logo que terminar de ler umas coisas, vou assistir “Vento Al Mondo”! 😀 Parece realmente bom! Opa, Clube da Luta é um que preciso³ ler, sério! ><" fail on me. :/ Maldade comigo (e com meu bolso…), adorei o puff pra leitura e este coturno lindo, deu vontade de comprar! hehehe
    Ah, adorei o post, girl! 😀
    Beijo, Min

    1. obrigadaa yasmin! <3 The Breakfast Club é um filme que realmente precisa de um pouco de concentração pra entrar no clima, sabe?
      Você vai adorar a Penelope Cruz nesse filme, é muito lindo!
      Clube da luta é leitura obrigatória, hein??
      bjooos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *