Começando a saga ruiva

Depois de lutar muito pra encontrar uma maneira de mudar e me sentir melhor com minha autoestima eu resolvi que estava na hora de tentar algo novo e esquecer um pouco das minhas obsessões cabelísticas (coisas que inclusive já havia tentado fazer e não tinham dado certo pra mim). E foi seguindo essa linha de pensamento que resolvi ficar ruiva. Por que não né? É um tom difícil de manter a naturalidade, mas decidi que ia tentar pra ver se me identificava mais… Acho que sempre que tentamos ver as coisas por uma nova perspectiva, descobrimos algo novo que sempre esteve ali mas que não eramos capazes de ver. Quem sabe o ruivo era uma possibilidade que me faria me sentir mais alinhada com minha personalidade não é mesmo? Vou tentar experimentar as diferentes fases e ver no que dar.

Vou tentar compartilhar aqui com vocês a experiência e pra começar, aqui vai um vídeo que coloquei lá no canal com o meu primeiro pontapé rumo a mudança. Espero que vocês gostem e também espero ajudar caso você esteja decidindo tomar o mesmo caminho que eu.

Por aqui escreve sobre as coisas que ama e tudo que há ao seu redor. Não vive sem sonhos, chocolate, cachorros, cinema, séries, música, fotografia e Netflix. Email: agavalenca@gmail.com
Continue Lendo
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • Pinterest

Cabelo, Miley Cyrus e umas verdades

Foto destaque via

Não vou mentir pra vocês… costumava seguir a Miley Cyrus no Instagram porque gostava de ler as opiniões loucas dela sobre as coisas e curtia boa parte das causas que ela apoiava, como o engajamento a favor da proteção animal por exemplo. Apesar de não gostar muito do seu estilo de música e mesmo achando que ela tem muito mais potencial do que o que produz atualmente para a industria, tinha uma outra coisa que me fazia gerar um certo interesse por ela nessa fase meio vidalok mimada: o fato dela simplesmente cagar pro mundo e de não estar nem ai para o que as outras pessoas tinham a dizer sobre ela. Por vezes ela era algo forçado, irritante e ridículo, mas em outros momentos algumas das suas atitudes eram de fato inspiradoras – “queria ter essa confiança” – eu dizia. Então, depois de fazer uma limpa no que andava seguindo, parei de ver o que aquela louca andava fazendo.

Eis que faz alguns dias que resolvi dar uma olhada no que havia perdido e achei algo que me chamou atenção. Vi um post dela falando sobre a atual fase do seu cabelo, acompanhado de um desabafo que demonstrava todo o arrependimento dela em ter cortado e platinado os fios. Lembrei de mim instantaneamente. Na declaração, que você pode ler aqui, ela diz o quanto estava arrependida de ter feito o cabelo natural e saudável dela passar por isso e do quanto ela sentia falta da antiga Miley. Também disse que enquanto ela estava obcecada por mudar o cabelo, questões importantes estavam acontecendo ao seu redor e ela nem se quer se importava. Segundo Miley, as pessoas precisam prestar mais atenção aos avisos que elas dão a si mesmas quando estão prestes a fazer algo errado, tipo aquele friozinho na barriga ou aquela voz que diz “não faça isso!”.

Por aqui escreve sobre as coisas que ama e tudo que há ao seu redor. Não vive sem sonhos, chocolate, cachorros, cinema, séries, música, fotografia e Netflix. Email: agavalenca@gmail.com
Continue Lendo
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • Pinterest